Um dos maiores fenômenos esportivos do mundo, o Super Bowl XLVIII – 48ª edição da final do futebol americano – acontece neste domingo (02), em New Jersey, no Estados Unidos, com uma expectativa de telespectatores superior aos quase 110 milhões de pessoas que acompanharam a decisão da NFL de 2013. Mesmo com números altíssimos de audiência, além dos poupudos patrocínios e receitas de dar inveja até mesmo aos gigantes do futebol europeu, o esporte ainda não é muito conhecido, difundido e popular no Brasil. Para ajudar os leigos na modalidade, separamos uma lista com 10 itens básicos para ajudar aqueles que queiram assistir o jogão entre Denver Broncos e Seattle Seahawks e até hoje se perguntam o que é um simples touchdown.

Apesar de, aparentemente, se tratar de um esporte para jogadores com porte físico avantajado, o futebol americano é um misto de tática, estratégia, destreza e trabalho em equipe. Explicar seu passo a passo exigiria muito mais do que dez itens ou dez minutos de paciência, por isso apresentamos o resumão em dez etapas do Virgula Esporte, que vai desde os detalhes dos times até a apresentação de suas principais estrelas e o que elas precisam fazer para saírem vencedoras.

1 – OS TIMES

Denver Broncos (de laranja) e Seattle Seahawks (azul e branco), campeões das conferências AFC e NFC, respectivamente, são os dois times do Super Bowl XLVIII (edição 48). Em uma equipe da NFL, o Quarterback é o jogador mais famoso. Ele é o atleta responsável por armar todas as jogadas. Resumidamente falando, ele é o cérebro do time e responsável pela tática (junto ou recebendo ordens direta do técnico) de cada avanço.

Se você conhece Tom Brady (veja na imagem abaixo), namorado da modelo brasileira Gisele Bündchen, saiba que ele é um dos grandes jogadores da modalidade, mas NÃO, ele não estará no Super Bown. Ou seja, não cite o nome dele durante a partida ou mesmo se preocupe em procurá-lo, pois ele não estará em New Jersey.

Além do Quarterback, um time da NFL conta com outras posições importantes, como Center (responsável pela passada de bola por baixo das pernas – snap – e por bloquear os defensores), Guards (jogadores que ficam ao lado do center e são responsáveis por bloquear defensores vindo pelo meio e proteger o quarterbakc), Tackles (responsáveis por bloquear defensores vindo pelos lados), Runing Backs (realmente os responsáveis por correr com a bola, mas também podem receber passes), Wide Receivers (responsáveis por receber passes) e Tight End Híbridos, podem tanto funcionar como bloqueador como um recebedor de passes), para o ataque, e Linhas de Defesa (tentam parar o jogo corrido e atrapalhar os passes do quarterback), Linebackers (param o jogo corrido, quanto os passes curtos), Cornerbacks e Safeties (jogadores rápidos que são responsáveis por marcar os wide receivers e anular o jogo aéreo do ataque) para a parte defensiva, mas com o tempo você se acostuma com todos eles.

2 – ESTRELAS DA NOITE

Os Quarterbacks Russell Wilson, do Seahawks, e Peyton Manning, dos Broncos, são as principais estrelas da noite. Eles aparecem durante todo o jogo e são primordiais a cada avanço de jardas. Com apenas 25 anos de idade e com bons números, Wilson e sua camisa de número 3 é a zebra da noite, enquanto que Manning, de 37 anos e seu 18 estampado nas costas, é o mais experiente e pode faturar seu segundo Super Bowl. Em 2006, pelo Indianapolis Colts, o veterano foi campeão pela primeira vez.

Se no local em que você estiver assistindo o jogo, a maioria dos torcedores forem dos Broncos, cuidado ao falar de Manning. Experiente, o craque da temporada carrega uma fama de azarado e amarelão em decisões e jogos importantes. Por isso, mesmo com este estigma, é melhor não provocar Peyton (imagem abaixo).

Ao contrário de Mannin, Russell Wilson, líder dos Seahawks, é uma das gratas surpresas da temporada e carrega em si um misto de sorte e competência. Se você for torcedor do Seattle, pode aguardar um bom desempenho do líder da camisa 3 no Super Bowl.

3 – TORCIDA

Apesar de ser um time mais conhecido pelo seus desempenhos ao longo da NFL e também pelos seus títulos, o Denver Broncos não possui uma torcida tão vibrante como a do Seattle Seahawks. Os fanáticos pelo time azul, com cinco eventos sísmicos registrados em uma partida no estádio CenturyLink Field, causou um pequeno terremoto durante jogo na casa. Mesmo fora de seu estádio, os torcedores prometem uma festa semelhante no Super Bowl. É bom ficar de olho, ou de ouvido, aberto e ligado.

4 –PONTOS

O Touchdown é a pontuação mais valiosa no futebol americano: seis no total. Para conquistá-la, o jogador precisa cruzar a end zone (fim do campo) sem ser obstruído (veja no exemplo abaixo). Além disso, logo depois de marcá-lo, o time ganha a oportunidade de converter um chute de ponto extra (field goal), como uma espécie de pênalti, valendo mais um ponto, conhecido como Fiel gol. A segunda forma de se fazer pontos é através de um chute de qualquer lugar do campo que deve passar entre a trave invertida, o que vale 3 pontos.

5 – SAFETY

O Safety também é uma espécie de pontuação, mas ela é a única que acontece quando o jogador está em seu campo de defesa. O Safety vale 2 pontos e acontece quando um jogador do ataque que está com a bola é derrubado na sua própria endzone. Parece meio bobo, mas acontece e é bom prestar bem atenção durante a partida, pois o safety acontece e você nem percebe.

6 – AONDE SERÁ O JOGO

Construído em setembro de 2007 pela bagatela de aproximadamente US$ 1.6 bilhão (quase R$ 4 bilhões) o MetLife Stadium, local escolhido para receber a 48ª edição da final do futebol americano, está localizado em East Rutherford, Nova Jersey e pertence aos times do New York Jets e New York Giants. Palco de um jogo amistoso de futebol entre os Estados Unidos e o Brasil, na estreia de Mano Menezes no comando da seleção, o local tem capacidade para abrigar 82.500 torcedores e foi selecionado préviamente para abrigar o Super Bowl. Assim como acontece na Liga dos Campeões da Europa, o estádio da final (em jogo único em ambos os esportes) é estudado com antecedência.

7 – O CAMPO DE JOGO

Ao contrário do campo de futebol, o terreno da NFL tem 100 jardas de longitude e 53 jardas de largura (1 jarda tem 91,44 cms). As suas marcações também são diferentes. Linhas brancas demarcam o campo de 10 em 10 jardas para melhor visualização de todos. Marcas menores demarcam o campo de uma em uma jarda. Existe no final de cada campo uma área adicional chamada de end zone, que possui 10 jardas cada. Um time marca pontos quando atravessa a end zone correndo com a bola ou quando alguém recebe a bola dentro dela.

8 – TEMPO DE JOGO

Todos os jogos do futebol americano, inclusive o Super Bowl, têm 4 quartos de 15 minutos, com um intervalo de 12 minutos no meio do jogo. Os intervalos menores de 2 minutos acontecem entre o 1o e 2o quartos e entre o 3o e 4o quartos. Os times invertem a posição de campo a cada fim de quarto. No 1º e no 3º quarto, a partida começa com um kick off,  ou sejam um chute inicial para que aconteça o retorno corrido do time adversário . Já no começo do 2º e do 4º quartos, o time mantêm a posse de bola do período anterior. Em caso de empate no tempo normal, existe uma prorrogação de 15 minutos com as mesmas regras, o time que marcar pontos primeiro ganha o jogo.

9 – TURNOVERS

É muito importante durante um jogo de NFL. Acontece quando um time está tentando avançar com a bola e acidentalmente perder a posse de bola. Existem duas maneiras diferentes disso acontecer. No Fumble, que é quando um atacante tenta avançar com a bola e deixa a bola cair, acidentalmente ou forçado por um oponente, ele causa um Fumble. Qualquer jogador que estiver em campo pode recuperar a bola obtendo a posse da mesma. O time que recuperar a bola terá ou manterá a posse da bola. Já a interceptação é quando um defensor pode ganhar posse da bola interceptando um passe, isto é receber um passe que era designado para um atacante. Tanto em um fumble quanto em uma interceptação, o defensor pode correr com a bola até a endzone para um Touchdown.

10 – SHOW

Além dos épicos duelos entre os dois campeões de conferências, o Super Bowl também é marcado pelo show do intervalo. Não se assuste quando terminar o segundo quarto e a estrutura do estádio MetLife se modificar, pois o cantor Bruno Mars e a banda Red Hot Chilli Peppers farão uma performance especial para o público presente.

O Super Bowl sempre costuma convidar os nomes do mundo pop que estão em alta. Em 2013, a sensação da grande final foi Beyoncé, que além de mostrar hits da carreira solo convidou ainda as ex-colegas de Destiny’s Child para se apresentar. Nos últimos anos, ainda fizeram performances artistas como Madonna (2012), Black Eyed Peas (2011), The Who (2010) e Bruce Springsteen (2009).

Veja dez dicas para assistir ao Super Bowl, mesmo sem entender de futebol americano

Sem mais artigos
Sair da versão mobile