“A Copa do Mundo de 2014 começa aqui”. Esta era a frase escrita no dia 30 de maio de 2011 em um dos muros do antigo terreno que abrigava parte das categorias de base do Corinthians e hoje está localizado o Itaquerão. De lá pra cá, o que era um gigantesco espaço vazio, com alguns campos espalhados e garotos treinando de forma exporádica, se transformou no estádio que receberá a abertura do Mundial de seleção. 

Em fotos registradas nos últimos três anos de obras, o Virgula Esporte mostra como o bairro de Itaquera, na Zona Leste de São Paulo, se transformou desde que o local foi escolhido para receber a abertura da competição mais importante do futebol mundial.

De um simples terreno ao estádio da abertura da Copa

O sonho do Corinthians em ter um estádio é algo muito antigo. Em 1978, ainda na gestão do folclórico presidente Vicente Matheus, a Prefeitura de São Paulo cedeu o terreno de Itaquera para o clube construir sua tão sonhada casa.

William, hoje na seleção, já atuou no antigo terreno (Crédito: Flickr/Nike Futebol)

Como as diversas tentativas de levantar um estádio foram frustradas, o local passou a abrigar as categorias de base da equipe alvinegra.

Terreno onde hoje está localizado o estádio já serviu como CT para a base do Corinthians

Após mais de três anos de obras intensas e quase 1 bilhão de reais investidos, a Arena Corinthians enfim saiu do papel e foi entregue de forma oficial, mas incompleta, no dia 15 de abril, prazo estipulado pela Fifa após os diversos atrasos, problemas e acidentes ocorridos na obra.

Após três anos de obras, o local voltou a receber um treino do Corinthians, só que com o estádio já construído

Em quase três anos de obras, o cenário do terreno cedido pela prefeitura há 36 anos, foi de um espaço gigante de terra batida a um gigantesco estádio, para mais de 60 mil pessoas, que receberá a abertura da segunda Copa do Mundo da história do Brasil (veja as fotos abaixo comparando o mesmo local em 3 anos).

Metrô, CPTM e ampliação do terminal

Inaugurada para a população em 1988, a estação Corinthians-Itaquera do Metrô, na Linha Vermelha, que no ano 2000 recebeu a extensão da Linha 11-Coral da CPTM, já era uma das mais movimentadas da região antes mesmo do terreno da base do Corinthians ser o escolhido como local para a construção do novo estádio da equipe alvinegra.

Localizada ao lado da Arena Corinthians, a estação não foi ampliada para receber a Copa do Mundo, mas novas vias de circulação e acessos ao seu redor foram construídas. Além disso, a passarela de transição entre Corinthians-Itaquera e o estádio da abertura da Copa também foi reformada, dando uma nova cara ao local e levando o torcedor a uma nova praça construída nas imediações da arena. (veja abaixo)

Antes – Maio de 2011

Obras nas imediações da Arena Corinthians antes do estádio ficar pronto

Depois – Junho de 2014


Imagem atual da passarela construída já com o estádio pronto

Complexo Viário Polo Itaquera e novas opções no trânsito

Antes do anúncio de que Itaquera receberia a abertura da Copa do Mundo e mais cinco jogos do Mundial de 2014, as únicas vias de acesso na região onde hoje está localizado o estádio do Corinthians era a Avenida Radial Leste e a Avenida Miguel Ignácio Curi.

Com a idealização do projeto, contudo, um novo complexo viário, nomeado de Polo Itaquera, foi erguido nas imediações da arena.

Com as intervenções urbanas no local, duas novas alças de ligação entre a Avenida Jacu-Pêssego e a Radial Leste e uma nova passarela de pedestres sobre os trilhos e a Radial, unindo norte e sul, próxima à estação Artur Alvim, foram construídos. Além disso, cinco novos viadutos do complexo passam por cima da principal avenida da zona leste.

Antes (em obras)

Depois (concluído)

Os trabalhos de acabamento do local ainda estão sendo feitos e o investimento total, incluindo despesas com projetos e desapropriações, é de R$ 548,5 milhões, sendo R$ 397,9 milhões do Governo do Estado e R$ 150,6 milhões da Prefeitura de São Paulo.

Em obras – fim de 2013

Concluído – Maio de 2014

 

Sem mais artigos