O sonho do torcedor do São Paulo em ver o zagueiro Lugano vestindo novamente a camisa do clube está mais distante, para não dizer impossível. Pelo menos é o que garantiu o vice-presidente de futebol tricolor, Ataíde Gil Guerreiro, em entrevista à rádio Bandeirantes na noite da última quinta-feira (29). Embora Muricy Ramalho tenha pedido o jogador e o presidente Carlos Miguel Aidar tenha visto com bons olhos a solicitação do treinador, o veto parece a decisão final no Morumbi.

“Lugano é um dos maiores ídolos que o São Paulo já teve e ainda está no mesmo patamar de idolatria do Rogério Ceni, do Muricy e do Luis Fabiano. Como torcedor, sou um grande fã. Mas hoje sou dirigente. Sou o responsável por tomar decisões importantes. Se eu trouxer o Lugano, estarei inibindo o crescimento de jovens que podem ter futuro e nos dar retorno financeiro, jovens que tenham rentabilidade no mercado. Ele não vai agregar, não vai acrescentar dentro do que queremos no médio prazo”, disse Ataíde.

Duro em suas declarações, Ataíde, contudo, disse que passará a Copa do Mundo ‘refletindo’ sobre o possível retorno do uruguaio de 33 anos, sem clube desde sua saída do West Bromwich

“Vi as declaração do Muricy, do Aidar, e eles têm meu respeito, mas minha posição é essa. É um grande atleta, vai se dar bem na Copa, mas, pela preocupação com elenco de jovens, eu não acho conveniente trazer o Lugano. Ainda vou pensar, vou meditar, a responsabilidade é minha. Vou levar em consideração o que disseram nosso técnico e nosso presidente, e vou me manifestar depois da Copa”, emendou Guerreiro.

No fim, o dirigente ainda revelou o papo que teve com o zagueiro recentemente, quando se colocou no papel de torcedor.

 “Eu disse ‘Lugano, sou seu fã, e como torcedor gostaria de ver você aqui, mas não sou torcedor, e, como dirigente, tenho de ter cabeça no lugar’”, relatou Guerreiro. “O Lugano ouviu e disse que tem um carinho muito grande pelo São Paulo, mas que não quer pensar em futuro antes da Copa. Ele ainda vai levar em conta o que a família decidir, mas, por enquanto, a dedicação dele é exclusiva à Copa”, completou.

Sem mais artigos