Sem entrar em campo desde o dia 4 de março de 2012, quando ainda defendia o Corinthians, o atacante Adriano tenta recomeçar (mais uma vez) sua vida no futebol no Atlético-PR. Focado na recuperação de sua forma física, para só assim assinar um contrato com a equipe paranaense, o jogador fez na última terça-feira (03) os primeiros exames no CT do time paranaense e sua disposição já começa a agradar os dirigentes do Furacão. Em entrevista à Rádio Estadão, o vice-presidente Luiz Salim Emed destacou que, caso atacante tenha disciplina necessária, poderá atuar novamente em alto nível e quem sabe cavar uma vaga na Copa do Mundo de 2014.

“Tenho ouvido muita crítica de uma forma leviana, mas prefiro acreditar e oferecer a oportunidade ao Adriano. Nosso papel é esse, e o dele é de liderar esse trabalho. Se ele tiver disciplina, é uma excelente oportunidade para se reerguer. E ele pode virar um problema para o Felipão”, declarou Salim, antes de mandar um aviso ao técnico Luiz Felipe Scolari em tom de brincadeira. “Te cuida, Felipão!”.

De olho na Libertadores de 2014, o Atlético-PR, que atualmente é o 3ª colocado do Campeonato Brasileiro e precisa apenas de uma vitória diante do Vasco, no domingo, para carimbar sua vaga na competição do ano que vem, resolveu dar mais uma chance ao Imperador e utilizará o mesmo modelo de contrato adotado anteriormente com o goleiro Rodolfo, que foi suspenso por mais de um ano por uso de cocaína, mas ficou no Furacão realizando tratamento e já está liberado para voltar ao futebol.

“O Adriano veio até o presidente (Mário Celso) Petraglia após tomar conhecimento da infraestrutura que o Atlético-PR oferece. Aquela matéria a respeito do goleiro dopado teve repercussão e despertou no Adriano uma vontade de vir pra cá. Estamos oferecendo esse espaço pra que ele possa se recuperar. Ele está aqui, não tem nada de contrato, tá aqui só para se recuperar e fazer o que mais gosta e sabe. Se ele conseguir, vai ser uma alegria para todos brasileiros, porque recupera o homem e o atleta”, disse Luiz Salim Emed.

Questionado sobre o que o Atlético-PR fará de diferente, com relação a Corinthians e Flamengo, para tentar colocar novamente Adriano no cenário dos melhores atacantes do país. “Contamos com médico, psicólogo, nutricionista, fisioterapeuta, CT, estádio. É só ele se dedicar. Existe essa vontade dele. Eu falei com ele que não basta só falar e ter vontade, é preciso atitude, responsabilidade, disciplina. Ele está animado e isso nos anima, pois fortalece o Atlético-PR e o reconhecimento do clube nacional e internacionalmente”, contou.

Ao contrário do que ocorreu em São Paulo e no Rio de Janeiro, Adriano terá em Curitiba a oportunidade de voltar a trabalhar com o preparador físico Moracy Sant´Anna, com quem teve muito sucesso durante seu período na Seleção Brasileira.

Sem mais artigos