Em vídeo postado em seu canal oficial no YouTube nesta
quinta-feira (11), Anderson Silva mostra cenas de bastidores do que ocorreu na
madrugada do último domingo (07), quando foi derrotado no UFC 162 por Chris
Weidman
e entregou o cinturão dos pesos médios ao americano.

O cantor Usher, o boxeador Roy Jones Jr. e o ex-jogador Ronaldo
aparecem dando palavras de consolo ao lutador. Além disso, há trechos da
entrevista coletiva logo após a luta, com Dana White (chefão do UFC) como
mediador, e ambos os lutadores.

“Em momentos como esse você aprende lições. E eu acho que você
sabe qual é a sua lição. Muitas vezes o estudante vira o professor. Você
continua sendo um ótimo professor. Como estudante, você tem que entender a
responsabilidade que vem em vestir a coroa. E eu te falo isso porque você me dá
esperança”, disse o cantor Usher.

Já Roy Jones Jr., multicampeão de diversas categorias do
boxe mundial, fez um discurso mais longo e salientou que Anderson Silva é o
maior da história.

“Não se sinta culpado em achar que decepcionou alguém porque
você não decepcionou. Você fez o que tinha que fazer. Eu sei que é difícil
quando tem em mente fazer uma coisa e acaba fazendo outra. É difícil manter o
foco todas as noites. Você deu o seu melhor, o melhor que podia hoje à noite
nas circunstâncias que ele te deu e você tem que reconhecer isso. Você está bem
e é isso o que importa, entendeu? Tudo vai voltar pra você um dia e, se não
voltar, não se sinta envergonhado. Mantenha sua cabeça erguida. Você continua
sendo o melhor do esporte. Não deixe o resultado de hoje te botar para baixo.
Como eu disse, você é o melhor de todos os tempos, e cabeça erguida!”, lembrou
o lutador americano, que ouviu agradecimentos.

Ronaldo que, além de seu amigo pessoal, gerencia a imagem do
atleta com uma de suas empresas, foi mais sucinto e falou pouco.

“Estamos juntos contigo, cara. Estamos juntos contigo. E
vamos pegar ele. Já, já a gente pega ele, né?!”, encorajou o Fenômeno, já
pensando na revanche.

Na coletiva, Anderson foi o primeiro a falar: “Dei o meu
melhor, estava tentando induzir o Chris a fazer o que eu precisava para tentar
imprimir o meu jogo. E, em determinado momento, ele acabou conseguindo imprimir
o jogo dele e colocou o golpe que pegou, não tem como. Luta é luta (…) Não
treinei para perder e nunca fiz nenhum tipo de movimento para me vangloriar
sobre os meus adversários. Luta é luta e eu dei o meu melhor. Treinei quatro
meses para essa luta só que ele foi melhor hoje”.

Weidman, por sua vez, confirmou o que Spider disse sobre o
respeito ao adversário, não relatando somente sobre a luta dos dois, mas sobre
a postura usual do brasileiro em seus combates.

“Não senti que ele tentou desrespeitar nenhum de seus
oponentes. Acredito que ele tenta dar um golpe mental, derrubá-los no
psicológico. O Anderson ganhou muitas de suas lutas porque faz isso. A sua
guarda baixa é um ataque. Parece que ele não está se defendendo, mas sabe
exatamente o que está fazendo. Eu não me deixei levar como os outros”, Weidman

Dana White assinou embaixo do novo campeão dos pesos médios
do UFC: “Se ele tivesse feito o mesmo e ganhado a luta, estariam falando o quão
gênio ele é”.

No final do vídeo, Spider aparece ao lado de colegas e chora
por um momento, depois abraça a todos e faz uma oração.

Assista ao vídeo completo, com legendas:

Sem mais artigos