O atacante Viola, de 43 anos, foi preso na noite desta sexta-feira (5), dentro de um condomínio em Santana de Parnaíba, na Grande São Paulo, por porte ilegal de arma, desacato a um oficial de justiça e ameaça de violência doméstica.

O jogador, que está em processo de separação da esposa, não permitiu que a mulher saísse de casa com o filho do casal. A Polícia Civil foi acionada para invadir a casa do atleta e realizar a prisão.

Em entrevista ao jornal “Folha de S. Paulo”, o delegado Ronald Nascimento afirmou que foram encontrados na casa um silenciador de pistola, munições de calibre 12 e carregadores para arma.

Viola teve passagens marcantes por Corinthians e Palmeiras, além de ter feito parte da seleção brasileira na conquista da Copa do Mundo de 1994.

Sem mais artigos