A final da Copa da Inglaterra colocou frente a frente neste sábado o todo-poderoso Manchester City e o modesto Wigan, muito ameaçado de rebaixamento para a segunda divisão, mas “Davi” derrotou “Golias”, com uma vitória por 1 a 0, e ficou com o título.

Conhecido pela fama de “incaível” por ter fugido do rebaixamento várias vezes nos últimos anos, a equipe do técnico Roberto Martínez tem tudo para ser rebaixado, já que precisa tirar três pontos para os concorrentes em duas rodadas.

No entanto, o time deixou as dificuldades de lado, jogou em pé de igualdade contra o campeão inglês da última temporada e segundo colocado nesta e levou a melhor graças a uma cabeçada de Ben Watson, aos 46 minutos do segundo tempo.

Se no Wigan tudo é festa, nos ‘Citizens’, a situação do treinador Roberto Mancini se complicou. A ausência de títulos no ano pode fazer com que os rumores da saída do italiano sejam confirmados, mesmo ele contando com o apoio da maior parte da torcida.

Mancini sacou o goleiro Pantilimon, que defendeu o City em toda a campanha até a final. Contudo, quem se destacou embaixo das traves foi Robles, que foi fundamental para que o Wigan resistisse às investidas do adversário, sobretudo no primeiro tempo.

Na etapa final, os comandados de Martínez se soltaram e acertou o travessão de Hart aos 31 minutos, em cobrança de falta de Maloney. A situação do City piorou oito minutos depois, quando Zabaleta foi expulso.

Com um a mais, o Wigan não chegou a pressionar, mas mesmo assim obteve o gol do título aos 46. Maloney cobrou escanteio, Watson, que entrara 12 minutos antes, se antecipou à marcação e cabeceou para a rede.

Ficha técnica:

Manchester City: Hart; Nastasic, Kompany, Zabaleta e Clichy; Barry (Dzeko), Touré, Nasri (Milner) e David Silva; Tévez (Rodwell) e Agüero. Técnico: Roberto Mancini.

Wigan: Robles; Boyce, Alcaraz, Scharner e Espinoza; McCarthy, McArthur, Gomez (Watson), McManaman e Maloney; Koné. Técnico: Roberto Martínez.

Árbitro: Andre Marriner.

Cartões amarelos: Nastasic e Barry (Manchester City).

Cartão vermelho: Zabaleta (Manchester City).

Gol: Watson (Wigan).

Estádio de Wembley, em Londres.

Sem mais artigos