O meia marfinense Yaya Touré sustentou nesta terça-feira (20) as críticas feitas pelo seu representante, Dimitri Seluk, ao Manchester City por não ter parabenizado o volante pelo seu aniversário.

“Tudo o que disse Dimitri é verdade. Ele fala por mim. Explicarei isso depois da Copa do Mundo”, disse o jogador através do perfil no Twitter.

Ao jornal britânico The Sun, o agente de Touré afirmou que o jogador está “muito incomodado” porque o City não o procurou no dia do seu 31º aniversário (13 de maio). Assim, segundo ele, há uma grande chance de o marfinense deixar o clube neste meio de ano.

Touré, que na temporada passada já tinha ameaçado sair do City, assinou em abril de 2013 uma renovação de contrato por mais quatro temporadas, até 2017, com um salário de cerca de € 264 mil (R$ 801 mil) semanais .

O jogador chegou ao clube em 2010, vindo do Barcelona. Nesta temporada, em que marcou 24 gols, o meia marfinense se firmou como uma das peças-chave do Manchester City, que conquistou o Campeonato Inglês pela segunda vez nos últimos três anos.

Em comunicado em seu site oficial, o Manchester City negou ter esquecido o aniversário do jogador e ressaltou que o elenco citizen cantou um “parabéns” em comemoração que teve direito a bolo.

“Mais de 130 mil torcedores desejaram um feliz aniversário em nossa página oficial de Facebook. Parece que ninguém se esqueceu”, afirmou o clube.

Sem mais artigos