Segundo o diário alemão Bild, o zagueiro brasileiro Breno foi liberado da prisião nesta quinta-feira, após doze dias preso por suspeita de ter incendiado a própria casa.

“Estamos muito felizes com a notícia de que Breno foi liebertado”, afimrou Karl Heinz Rummenigge, diretor-executivo do Bayern de Munique, clube do jogador. Ele recebeu liberdade condicional e pagará uma fiança.

A princípio, Breno teria causado o incêndio para receber o valor do seguro, uma vez que ele estaria recebendo um valor bem menor do que seu salário por estar lesionado. Depois, se levantou até mesmo a hipótese de suicídio, já que foi averiguado que ele brigou com a esposa que, por sua vez, deixou a casa levando os três filhos do casal e também que Breno entregou três isqueiros a um dos bombeiros. O jogador não deve se pronunciar até a conclusão do inquérito.

Sem mais artigos