O defensor Carles Puyol se juntou ao Barcelona e reagiu com protesto à proposta de reforma educacional anunciada pelo Ministério da Cultura da Espanha. Através do Twitter, o zagueiro usou a rede social para protestar com o ministro da José Ignácio Wert, que pretende colocar os dialetos locais em segundo plano em relação ao espanhol.

Usando a hashtag #wertgonya, Puyol faz um jogo de palavras usando o nome do ministro para dizer que essa medida é uma vergonha.

Antes do zagueiro, o próprio Barcelona já tinha protestado a favor da política bilingue que rege o sistema educacional da Catalunha há 34 anos.

Sem mais artigos