Ela era muito magra, muito jovem, quase um moleque, não existia resposta mais perfeita nos anos 60 para a beleza mais mulherão, cheio de curvas e sensualidade simbolizada por Marilyn Monroe na década anterior, sim Twiggy não só negou o padrão de beleza anterior como impôs um que é seguido até hoje. Considerada a primeira top model do mundo, Twiggy, nasceu Lesley Hornby e neste domingo (19) completa 61 anos.

Ao mesmo tempo que a imagem perpetuada pela modelo inglesa – a figura magra e jovem – se tornou peça chave e também opressora dentro dos pré requisitos de beleza, ela representa toda a liberação vivida nos anos 60. Twiggy é a imagem da swinging London, da liberação feminina e da minissaia. Se existe dúvidas sobre quem criou a peça: Mary Quant ou André Courrèges, todos têm certeza que a minissaia não teria o mesmo impacto se as primeiras imagens não fossem divulgadas por Twiggy.

Descoberta pelo fotógrafo Justin de Villeneuve, nome artístico de Nigel John Davies. foi ele que a batizou de “twig” [graveto, espeto em inglês] devido sua magreza. Logo se tornaram um casal e Twiggy resolveu como toda boa garota dos anos 60 viver junto, sem casar. Também como muitos de sua geração resolveu abandonar uma carreira de sucesso para tentar outras coisas. Em 1969, ela para de modelar e se dedica a ser tornar atriz e cantora.

Recentemente foi jurada do reality America’s Next Top Model, tem uma loja de cosméticos e confidenciou: “Eu queria uma fada madrinha que pudesse transformar meu corpo para que ele fosse como o de Marilyn Monroe. Eu não tinha seios ou quadris, e eu os queria desesperadamente”. Vai entender…

Veja galeria acima com as grandes modelos de todos os tempos

Sem mais artigos