O acusado da agressão sofrida por Marcello Novaes, Raphael Adnet Freire Guimarães, então estudante de administração e lutador de
jiu-jítsu, em uma
boate no Rio de Janeiro em 2008, foi condenado a dois anos e quatro meses de
reclusão pelo crime de lesão corporal grave, e poderá recorrer em liberdade. A
sentença é assinada pelo juiz Marcel Laguna Duque Estrada, da 36ª Vara Criminal
do Tribunal de Justiça do Rio. As informações foram publicadas pelo jornal O
Globo nesta quarta-feira (12).

“Vale ressaltar que o ferimento causado à vítima resultou em
deformidade permanente, diante do dano estético visível em sua testa, pois,
sendo ator, necessita de boa imagem no cinema, televisão e teatro”, diz a
sentença.

Novaes  alegou, na
época, que havia sido agredido com uma cotovelada que causou um corte profundo
em sua testa. Ele foi submetido a uma cirurgia plástica em que levou 21 pontos.
O músico Fabio Mondego, amigo do ator, levou socos e um empurrão.

Sem mais artigos