“As garotas boas vão para o céu, as más para qualquer lugar”, já dizia Mae West, lá pelos anos 1930. Adriana Birolli vive Amanda, na novela Império, uma mulher com sede de vingança, e muita vontade de pegar geral, inclusive o Leonardo, personagem gay vivido por Klebber Toledo. Nesta entrevista feita por e-mail, ela explica que se inspirou em Sharon Stone e Jeanne Moureau para viver o papel.

Adriana Birolli é a vilã Amanda em Império

Adriana Birolli é a vilã Amanda em Império

Dona de uma voz grave, belos olhos claros, gargalhada fácil, tem 1,63m de altura e 50 kg, é atriz profissional desde os 15 anos de idade, quando começou sua carreira no teatro em Curitiba. Sua estreia na telinha foi com outra vilã, a Isabel de Viver a Vida (2009), depois veio a Patrícia, de Fina Estampa (2011).

“Foi muito surpreendente depois de tanto tempo atuando no teatro, me deparar com uma mídia diferente. É muito proveitoso o processo de aprender a trabalhar na TV, existe um período de experimentação maravilhoso, a primeira vez é sempre especial, mas observando os outros atores e acompanhando a novela fui me ambientando, mas a cada novela a gente sempre aprende um truque novo”, comenta a atriz.

O corpão ela mantém com muay thai, alongamento e bike

O corpão ela mantém com muay thai, alongamento e bike

Ela está com a bola toda na nova novela das nove, tanto que foi a única atriz a viver dois papeis: Maria Marta, na primeira fase, e agora como sua sobrinha. Provando que não basta ter um rostinho bonito (e um corpo!!!) para fazer sucesso, ela estuda e trabalha duro.

“Me preparei a princípio para interpretar Maria Marta, com Eduardo Milewicz, que nos guiou durante duas semanas, que trabalhou comigo e com a Lilia Cabral também. Usei muitas referências dos anos 80, e claro, estudei muito a atriz, o trabalho dela ao longo dos anos, tudo que pude assistir, eu vi. Já para Amanda foi bem diferente, Jeanne Moreau em vários filmes, como “A Noiva Estava de Preto” e “Eva”, de Joseph Losey, além de Sharon Stone em “Instinto Selvagem”, são referências significativas dessa construção, assim como a própria família imperial da novela”.

Vilã ela só é na ficção, no melhor estilo boa moça, apoia causas sociais. “Desde muito nova me envolvo em trabalhos sociais, acredito em ajudar o próximo e sempre fiz isso. É um trabalho gostoso, amo trabalhar com crianças e idosos! Tenho verdadeira paixão! Apoio muitas causas que acredito, e hoje, além de ajudar efetivamente, a minha visibilidade pode ser emprestada para causas belíssimas, sempre que posso faço isso, e não pretendo nunca parar”.

A atriz é capa da revista Shape fotografada por André Schiliró

A atriz é capa da revista Shape fotografada por André Schiliró

Sem mais artigos