Johnny Depp e Amber Heard ficaram juntos por 15 meses

Reprodução Johnny Depp e Amber Heard ficaram juntos por 15 meses

Amber Heard retirou sua queixa por violência doméstica e ordem de restrição contra Johnny Depp após os dois chegarem a um acordo financeiro para encerrar o caso. As informações são do TMZ.

Segundo a publicação, o ator concordou em pagar US$ 7 milhões (cerca de R$ 22 milhões). Durante a audiência, Amber exigiu US$ 8 milhões, mas acabou acertando um valor inferior.

Ainda de acordo com o TMZ, Johnny e Amber assinaram juntos um comunicado onde explicam a decisão. “Nossa relação foi intensamente apaixonante e, em certos momentos, volátil, mas sempre construída com base no amor”.

O texto segue: “nenhuma das partes fez acusações falsas buscando ganhos financeiros. Nunca houve a intensão de causar problemas físicos ou emocionais. Amber deseja o melhor para Johnny no futuro. Ela doará parte dos ganhos financeiros do processo para instituições de caridade”.

Amber Heard acusava Johnny Depp de violência doméstica. A atriz, que ficou 15 meses com o astro, divulgou fotos do rosto machucado alegando que Depp a agrediu com um celular. Em um vídeo divulgado nesta semana, Heard filma um surto violento do ator, que quebra uma garrafa de vinho e alguns vidros do armário da antiga cozinha dos dois.

Sem mais artigos