Marina Andriynannikova, de 27 anos, jantava com o seu namorado quando encontrou, no meio de uma salada de beterraba, o pedaço de um dedo humano.

Em entrevista ao jornal The New York Post, Marina contou que na hora não percebeu o que se poderia ser “aquela coisa dura”. “A princípio não me dei conta do que era. Depois vi que era uma unha e um pedaço de carne de dedo”, conta moça.

Mas a coisa não pára por ai. A consumidora, que quase comeu o acessóirio que veio na salada, além de processar o restaurante, claro, vai levar o dono do dedo aos tribunais.

Pelo que consta, Marina quer processar o cozinheiro porque ele não informou onde havia ido parar o pedeço do seu dedo. Por incrível que pareça, ela pode ganhar o segundo processo.

Homem faz respiração boca-boca em sua cadelinha

Sem mais artigos