O ator Sylvester Stallone encontrou na pintura o consolo pela repentina morte de seu filho Sage, aos 36 anos, que foi encontrado morto em julho deste ano. A matéria é do site Showbiz Spy dessa segunda-feira (26).

“As pinturas que tenho feito agora não são muito alegres, mas tem algo de incrível sobre o processo porque o que vai sair da tela é sempre muito profundo”, disse Sly.

O astro de 66 anos revelou que tem vivido um período ruim por não aceitar ainda a morte precoce de seu filho.

“Eu fico mal de tempos em tempos. Você apenas fica. É um ciclo em que você simplesmente tem que aprender, como um vírus que não vai embora”, falou com certa amargura.

“Você fica nesse pensamento, é realmente horrível. Então aparece outra coisa e você percebe que não há muito o que se fazer e você pode perdoar a si mesmo… Aí você passa por outro ciclo no qual você não consegue se perdoar… É apenas algo que se renova e penso que nunca irá embora”.

Além de Sage, de seu primeiro casamento com Sasha Czack, ele é pai de Seargeoh. Casado desde 1997 com Jennifer Flavin, tem outro três filhos: Sophia, 16 anos, Sistine, 14 anos e a caçula de 10 anos, Scarlet.

Sem mais artigos