O ator Gérard Depardieu já prometeu renunciar sua cidadania francesa em protesto aos altos impostos cobrados por lá. Ele inclusive já havia ameaçado virar cidadão belga, montenegrino ou russo, cujo presidente Vladimir Putin admitiu conceder tal “presente”. A notícia é do site E! Online dessa quinta-feira (03).

Moscou já anunciou, inclusive, em seu site oficial, que o líder russo assinou uma ordem concedendo residência a Gérard,

Um representante do ator de 64 anos recusou-se a confirmar se teria aceitado a proposta, mas Depardieu disse no passado que a Rússia era um dos países os quais ele pretendia se estabelecer.

No início de dezembro, o astro ganhou atenção dos tabloides ao discutir publicamente com o primeiro ministro francês Jean-Marc Ayrault a respeito das altas taxas cobradas.

“Nunca matei ninguém, não penso que sou indigno, paguei R$ 290 milhões em taxas em 45 anos, tenho 80 pessoas trabalhando em empresas que foram criadas para elas e que são conduzidas por elas”, escreveu Depardieu em uma carta aberta a Ayrault.

Sem mais artigos