Ola Ray, a atriz que era a “namorada” de Michael Jackson no famoso clipe da música Thriller, ganhou um processo sobre o espólio do artista pedindo cerca de R$ 110 mil por direitos sobre o vídeo e mais R$ 40 mil para seu advogado. A notícia é do site TMZ da tarde desta sexta-feira (04).

O processo inicial começou em maio de 2009 – um mês antes da morte do popstar –, quando Ola reivindicava quebra de contrato.

Ela alegava que ainda lhe era devido um bom pedaço do que foi acordado a respeito do faturamento em cima de Thriller, quase 30 anos após o lançamento.

Sem mais artigos