Bárbara Paz acompanha o
drama de sua personagem Edith, na novela Amor à Vida, da TV Globo, que já viu
seu marido, Félix interpretado por Mateus Solano, se envolver com outro homem.
Em entrevista para o jornal Extra, deste domingo (16), a atriz se coloca no
lugar da personagem na situação.

“Ser trocada por outro homem
deve ser esquisito porque é algo que você não pode dar. Ali eu não posso
preencher. É uma sensação estranha. Sou eu falando isso, e não a Edith. Mas eu
acho que eu me colocaria também na pele dela. Eu não sei pelo o que eu optaria.
Mas se eu amasse muito esse homem, eu lutaria por ele sim, mesmo sabendo dessa
inclinação por outros caras. A gente tem que ter uma dose de lucidez, talvez”, revelou.

Além de seu atual trabalho, a atriz também
comentou sua participação no reality show Casa dos Artistas, do SBT, em 2001, que a
tornou mais conhecida pelo público: “Eu comprei minha casa, o público me
conheceu. Tem um recorte de jornal que eu guardei, que dizia: ‘Na guerra da
audiência, vence a Paz’. Minha cabeça é tão diferente, eu era mais jovem.
Sonhava em fazer tanta coisa. Evoluí tanto, mas aquela sou eu também”.

Ela também contou como encara o espelho com a
grande cicatriz que tem em seu rosto, fruto de um grava acidente que sofreu no
passado: “É difícil até hoje, mas eu quebrei uma barreira muito grande. Se você
perguntar qual outra atriz tem uma cicatriz do tamanho da minha na TV, não tem.
Eu não gosto de me ver. Mas quando passei a me preocupar mais com a emoção da
cena e menos com a cicatriz, me tornei uma melhor atriz. Não preciso ser
perfeita. A perfeição às vezes é monótona”.

Bárbara Paz diz: 'Quando passei a me preocupar menos com a cicatriz, me tornei uma melhor atriz'

Sem mais artigos