Prince foi encontrado morto aos 57 anos.

Divulgação Prince foi encontrado morto aos 57 anos.

Certamente você já viu alguém se queixando nas redes sociais com alguma frase do tipo “acaba, 2016” após a morte de alguma celebridade. Com a morte do cantor Prince nessa quinta-feira (21), este fenômeno voltou a se repetir nas timelines. A rede britânica BBC ficou curiosa com o crescimento de obituários publicados em seus veículos no ano após perdermos nomes como David Bowie, George Martin, Alan Rickman e agora Prince.

Nick Serpell, editor de obituários da BBC para o site, rádio e TV, confirmou crescimento de publicações deste artigo (veja gráfico abaixo) e explicou que o salto não é um fenômeno somente da emissora. O jornal Daily Telegraph, por exemplo, abastece uma galeria de fotos com as mortes de famosos ao longo do ano. Neste período em 2014, o álbum contava com 38 fotos, mas agora já bate o número de 75 imagens.

Serpell, que já escreveu ou revisou cerca de 1500 obituários guardados da BBC, tentou achar um porquê. “As pessoas que ficaram famosas nos anos 60 agora estão na casa dos 70 anos e começando a morrer. Há muito mais famosos do que antes. Na geração do meu pai e do meu avô, os únicos famosos eram do cinema, não havia TV”, disse.

Paralelamente a isso, todos os nascidos entre 1946 e 1964 fazem parte de um crescimento populacional importante no período. Nos Estados Unidos, houve um aumento populacional de 23%, enquanto no Reino Unido, mais 18%. Quanto mais pessoas, mais famosos, diz o artigo.

Segundo a publicação, este é um fenômeno que deve provavelmente aumentar ainda mais. “Pelos próximos 10 anos, as pessoas que entrarão nos 80 anos continuarão neste nível. Isso além daquelas mortes inesperadas”, afirmou Serpell.

Prince
Nascido em 7 de junho de 1958, Prince Rogers Nelson foi um dos maiores ícones pop de todos os tempos, principalmente por ser um multi-instrumentista, dançarino e compositor de inúmeros hits Purple Rain e I Wanna Be Your Lover. Ao todo, foram mais de 100 milhões álbuns vendidos, a maior parte nos anos 80, década em que teve presença quase que permanente nas paradas de sucesso.

Mais do que um compositor pop cheio de carisma, Prince foi um notório guitarrista, sendo eleito o 33º melhor da história pela revista Rolling Stone. Seus hits sempre se adaptaram aos gêneros da época, seja como veias mais roqueiras, do R&B até o uso de sintetizadores.

Foi casado duas vezes: a primeira com a dançarina Mayte Garcia – separado em 2000 – e depois com Manuela Testolini, divorciado em 2006.

Recentemente, Prince foi notícia por ter entrado em uma briga contra os serviços de streaming digitais ao retirar todo seu catálogo da maioria deles, tendo músicas disponíveis somente no Tidal, app gerenciado por Jay Z.

Sem mais artigos