O sonho de ser famoso e ter reconhecimento levou, nesta sexta-feira, 4 mil pessoas à seleção do programa “Ídolos”, do SBT, no Parque do Anhembi em São Paulo. A fila começou a ser formada na terça-feira e tinha aproximadamente 1Km de extensão.

O programa, que foi sucesso em mais de 30 países, tem previsão de estréia para a primeira quinzena de março. As audições já foram realizadas em Recife, Brasília, Rio de Janeiro e Porto Alegre, com 2 mil concorrentes em cada, e chega agora a vez da capital paulista, com o dobro de participantes. As inscrições foram feitas pela internet ou telefone.

Na fila desde as 6h da manhã, Débora Alves (28 anos) disse que concorrer com 12 mil pessoas “é um desafio desesperador”. A paulistana, que tentava furar fila porque ainda ia trabalhar, conta que não chegou mais cedo porque estava no regulamento que era proibido chegar antes das 6h.

Mas parece que nem todo mundo seguiu as instruções. Bárbara Brás (22), veio de Santos e estava acampada desde as 10h da manhã de terça-feira. A roqueira falou que suas expectativas eram as melhores.

Os portões foram abertos às 8h40 da manhã e uma multidão passou a se espremer dentro do Anhembi. Com o número de inscrição pendurado no pescoço, os jovens entraram em grupos e fizeram a audição em tendas individuais. As apresentações tinham que ser feitas em “capela”, ou seja, sem acompanhamento musical, e os participantes ficavam sabendo na hora se tinham ou não passado para a próxima etapa.

“Não sabia o que os jurados queriam” falou uma das concorrentes que estava desiludida com seu desempenho depois de cantar uma música da Vanessa Camargo. Já o paulistano Thiago Gimenez (23) vibrava por ter sido aprovado para a próxima fase: “Já estou pensando no repertório para o domingo”.

Todos que foram selecionados nesta primeira avaliação vão passar por outras audições no sábado, domingo, segunda e terça-feira.

Do lado de fora, enquanto muitos ainda entravam pelo portão, uma mãe se desesperava dizendo que estava com a documentação da filha e que a tinha perdido de vista. Ao lado dela, a mineira de Pirapora, Suênia Souza, contou que enfrentou 15 horas de ônibus para apoiar o irmão Renato William (28), cantor desde os 7 anos.

Torcendo e acenando de trás da grade, Lúcia Souza disse que acredita muito no talento da filha: “Ela já participou do Raul Gil e chegou à quarta etapa da seleção para o Popstar. Agora só depende dela”.

Debaixo do sol escaldante, um mar de sombrinhas e guarda-chuvas podia ser visto de longe. As pessoas foram se conhecendo na fila, formavam rodinhas e cantavam para passar o tempo e dar uma “aquecida” na garganta. Um grupo de oito meninos, cada um de uma cidade diferente, cantava músicas do Roupa Nova e Tim Maia ao som do violão de um deles.

Mas não é só cantando que se alcança a fama. Muitos capricharam nas roupas, fantasias, plumas, óculos e chapéus de rodeio.

A própria Lígia Mendes, que vai apresentar o programa ao lado do músico Beto Marden, se mostrou encantada com as roupas das pessoas: “Toda cidade tem seu capricho. Sou mineira, mas meu orgulho é São Paulo. Olha como eles estão lindos! Foi esta cidade que me deu tudo que eu sempre quis”. Ela contou que é muito especial uma empresa séria como o SBT dar a oportunidade a jovens que acreditam naquilo que querem. Comentou também sobre o ótimo clima na produção: “As diretoras são craques! Aqui tudo é gostoso e todo mundo ama o que faz”. A mineira começou sua carreira aos 18 anos apresentando um programa musical de televisão em Belo Horizonte.

Beto falou também que foi um privilégio trabalhar neste projeto e que já tinha assistido a quatro edições da versão americana, conhecida como “American Idol”, antes de ser chamado. “Isto aqui conta a minha história de acreditar no sonho. Também sou músico e cantor e ‘Ídolos’ é o meu primeiro trabalho na TV aberta”. Ele apresentou o programa Zapping Zone, no Disney Channel Brasil, e já trabalhou em grandes musicais como “Mágico de Oz”, no Chile, e “A Bela e A Fera”, no Brasil.

Os dois apresentadores, que pareciam muito íntimos um do outro, conversaram, abraçaram e beijaram vários participantes. “Somos o ombro direito deles”, contam os dois.

Agora é desejar boa sorte àqueles que ainda vão passar por mais avaliações e aguardar a estréia do programa em março, no SBT.

Sem mais artigos