Na biografia não autorizada escrita por Besma Lahouri, o autor define a primeira-dama francesa, Carla Bruni, como “uma mulher intensa, possessiva e ciumenta, que deseja desesperadamente ter um relacionamento próximo com o casal presidencial dos Estados Unidos”.

O livro ainda fala também da “rivalidade” entre ela e Michelle Obama. O escritor afirma que “a única mulher vista por Bruni como capaz de disputar o título de dama mais sexy e mais glamourosa do planeta” é a atual mulher do presidente norte-americano Barack Obama.

A obra intitulada Carla: A Secret Life é baseada em mais de 100 entrevistas dadas pela primeira-dama, e descreve também os 42 anos dela como uma mulher “completamente auto-centrada, desinteressada por coisas que não afetem diretamente a si mesma”.

O autor ainda revela que Carla “amava ex-amantes”. O casamento entre ela e Nicolas Sarkozy aconteceu após um romance de três meses, em 2008, logo depois do político ter vencido as eleições presidenciais em seu país e ter se divorciado de sua ex-mulher, Cecilia. Acusações de infidelidade perseguem a vida do novo casal até os dias atuais.    

Lahouri diz ainda que Bruni teria convidado três de seus ex-amantes para passarem um tempo em sua mansão no sul da França, em 2009, durante as primeiras férias de verão do casal.

Será?

Sem mais artigos