Aos poucos, Bruna Marquezine e seus totens (sim, por mais bizarro que pareça, displays da atriz têm invadido os estádios que a seleção brasileira está jogando neste Mundial) vão virando símbolos de boa sorte e amuletos para a torcida verde-amarelo.

A atriz da Globo esteve presente no primeiro e no quarto jogo do Brasil e a seleção saiu vitoriosa tanto contra Croácia, no Itaquerão, em São Paulo, como contra o Chile, no Mineirão, em Belo Horizonte. Seus totens marcaram posição tanto no estádio mineiro como no Mané Garrincha, em Brasília, que o time brasileiro liquidou Camarões. Bruna e seus totens são bom agouro!

Bruna não pode acompanhar o jogo in loco (porque está gravando a novela Em Família, que é uma das protagonistas) nem em Brasília (mas o totem a representou), nem em Fortaleza, local que o Brasil empatou e não foi visto nenhum display da atriz nas arquibancadas do estádio.

Em uma pesquisa informal feita pelo Virgula Famosos, Bruna Marquezine realmente é considerada pé quente. A estudante Márcia Alvez, de 21 anos, disse que a atriz dá sorte. “Diferente do Mick Jagger, que é um mega pé frio, Bruna é quente, sabe torcer junto com os brasileiros, sabe vibrar, ficar aflita, não fica com aquela cara de maracujá do roqueiro assistindo jogo”.

Quem concorda com ela é o zelador Eduardo Valenciano, de 52 anos. “Tanta beleza e simpatia só pode dar sorte. Com certeza, ela dá sorte ao time”, derrete-se.

Para aqueles que acreditam que “sorte no amor, azar no jogo” possam atrapalhar, já que a atriz é namorada do craque Neymar, Carlos Viana, 32, gerente de produtos, avisa: “Quando o amor é bem feito, só traz sorte no jogo”.

Na rua Frei Caneca, um dos redutos gays de São Paulo, Bruna também desponta como amuleto da sorte. Quando Neymar marcou seu gol de pênalti e saiu correndo apra comemorar, um grupo animado gritou: “Vai que é teu, Bruna Marquezine. A noite vai ser ‘neymaravilhosa’ pra vocês”. E para nós também!

Bruna Marquezine e seus totens viram talismã da sorte da seleção brasileira

Sem mais artigos