Camila Pitanga falou sobre a questão racial nos dias de hoje e sobre como ser uma mãe contemporânea que tem que equilibrar carreira e o cuidado com os filhos, em entrevista para o jornal O Globo, neste domingo (18).

“É cada vez menos exceção e mais natural a gente ver a nossa realidade (a dos negros)  espelhada nas novelas. As contradições que ainda vivemos em relação ao preconceito racial são mais iluminadas. Antes, havia mais tabu, não havia nem lei a esse respeito”, pondera a atriz que vive Isabel, uma negra do começo do século 20, vítima de racismo na novela global Lado a Lado.

Sobre o fato de conciliar o trabalho com a maternidade- a atriz é mãe de Antônia, de quatro anos – Camila enfatiza: “Acho que admiro mulheres que não abrem mão do afeto, das relações , que não os deixam em segundo ou terceiro plano. É uma arte ser mãe e profissional”.

E emenda: “Colocar sua integridade no trabalho sem se dissociar do afeto é algo que desejo atingir. É uma busca sincera”.



Sem mais artigos