Diferentemente do desfile feminino, que optou pelo som calmo de um piano e mostrou uma coleção estruturada, cheia de detalhes e, segundo Glória Kalil, próxima da alta costura, a Cavalera masculina chegou a galope (na passarela, quatro cavalos metálicos e vazados simulavam uma corrida), misturando estilos ao som do rock ‘n’ roll.

Os estilistas abusaram de jeans, moletom, peças sobrepostas, cachecol, apliques, chapéus e até saia e avental. Muitos dos modelos tinham “pinta” de rockeiro, alguns cabeludos e posers.

Uma mescla de cores como xadrez, verde militar, laranja e vermelho, veio acompanhada de muitos acessórios como cintos e correntes.

Em resumo, a Cavalera nesta coleção de inverno mostrou a mulher como uma figura delicada em contraposição ao homem, forte, ousado e com atitude.

Um dos desfiles mais aplaudidos da edição do SPFW, com direito a gritos e assobios.

Quem foi : Derek, Otto, Rappin’ Hood, Luíza Possi, Tony Garrido.

Sem mais artigos