Muito longe do mito de Caim e Abel ou de Rômulo e Remo que um dos irmãos assassina o outro para ser o único perpetuador da linhagem, existem filhos da mesma descendência que dividem palco e holofotes em parceria. Um dos exemplos é o grupo KLB que anunciou esta semana que a banda retornaria e que, em breve, eles soltariam música nova.

“Ficamos mais de dois anos afastados dos palcos e estamos retornando”, disse o guitarrista Kiko no comunicado sobre a volta do grupo. Eles retornam com Bruno dando continuidade à carreira de lutador de MMA e Leandro a de político como deputado estadual desde o começo deste ano quando deixou de ser suplente e assumiu uma cadeira na Assembleia Legislativa de São Paulo.

Outros irmãos que voltam são o Hanson. Não, eles não estavam separados mas ele retornam ao Brasil para apresentações no Rio de Janeiro e em São Paulo nos dias 20 e 21 de julho.

O KLB – assim como o Hanson  – é a antítese do arquétipo dos irmãos como forças opostas, como acontece na lenda de Rômulo e Remo. Eles estão mais perto da definição do dicionário que diz que, além de “filho do mesmo pai e da mesma mãe, ou só do mesmo pai ou só da mesma mãe”,  também significa “amigo inseparável”.

A origem da palavra irmão vem do latim “germanu” que significa verdadeiro, cognato de “germen” que quer dizer semente. Neste sentido, muitos irmãos famosos acabam dividindo ou semeando a fama do outro membro da família, mesmo que existam desavenças como o famoso caso dos irmãos Noel e Liam Gallagher – que formaram a banda Oasis -, que vivem brigando, mas sempre fazendo as pazes em seguida, como bons irmãos sempre devem agir.

Relembra na galeria acima os irmãos famosos.

Sem mais artigos