“Homossexualismo é um fenômeno comportamental. Não sou fã de Daniela, [Mercury] eu sinto muito pelo que ela deve estar sofrendo, ela jamais teria sido capa de revista Veja se não fosse este momento, existe oportunismo”, afirmou Marco Feliciano em entrevista ao programa Amaury Jr. que irá ao ar à meia-noite desta quarta-feira (17). As informações são da assessoria de imprensa.

“Homofobia é uma doença, são pessoas violentas ou assassinas, eu tenho é posicionamento, não sou homofóbico. Sou contra  o casamento gay por princípio. Na Constituição Brasileira a união estável é reconhecida entre homem e mulher. Segundo a Bíblia isso também não é casamento. O Papa Francisco pensa como eu”, disse o deputado que nega ser preconceituoso ou homofóbico.

O Pastor afirmou que a imprensa é cruel e que as declarações atribuídas a ele são distorcidas. “Nunca disse que os africanos são amaldiçoados e, sim, que os ancestrais africanos são amaldiçoados, isso está na Bíblia e eu creio na Bíblia”, explicou ele, que também disse a história de que pediu a senha do cartão de crédito para o fiel, aconteceu, mas foi uma brincadeira.

O deputado disse ainda que sonha em ser senador e que a dita pressão sobre ele não é tão grande assim perto dos seus apoiadores que “são silenciosos, eles são pais de família que trabalham e não tem  tempo para manifestações”.


Sem mais artigos