A nova temporada da novela teen da TV Globo, Malhação, estreia nesta segunda-feira (13), com proposta de retorno às origens da produção que começou em 1995 e terá agora sua 20ª fase. André Marques que viveu o personagem Mocotó no início da trama, durante cinco anos, fará uma participação especial durante duas semanas.

Além dele, ao lado dos novatos, outros atores mais experientes farão parte do elenco da atração. David Lucas, Leo Jaime, Eduardo Galvão, Carla Marins, Maria Paula, Vanessa Lóes são alguns dos nomes e também Danielle Winits, Leonardo Miggiorin e Rodrigo Simas, que conversaram com o Virgula Famosos sobre o novo trabalho.

Saiba o que os três atores falaram sobre a nova Malhação:

Virgula Famosos – Como está sua expectativa para a estreia de Malhação?

Danielle WinitsMalhação é um sucesso desde seu primeiro ano e não é à toa que faz parte da programação todos esses anos. Essa temporada, no que depender da qualidade da equipe que se formou, será mais uma pra fazer parte da história de vitórias do programa e me sinto muito honrada em ser um grão de areia dessa praia histórica.

Leonardo Miggiorin – A expectativa é das melhores. Há um grande investimento da empresa nesse setor, um produto que existe há muitos anos e está superatualizado, comunicando ainda mais com o público. Estão propondo um retorno as origens da Malhação. Ainda não assisti nada do que eu fiz, pela primeira vez, eu não quis ver. Quis fazer algo completamente intuitivo, confiando na intuição e no diretor, só vou ver no ar também, então eu vou descobrindo aos poucos. Dá um frio na barriga, porque a gente quer fazer nosso melhor, quer que funcione, é feito com o maior carinho e profissionalismo.

Rodrigo Simas – Melhor impossível, é uma temporada que eles estão renovando tudo em todos os aspectos, desde quando começou, quando era aquele sucesso total. O núcleo principal é um pouco mais jovem do que eu, eles fazem 16, 17 anos. Eu faço o irmão mais velho de uma das protagonistas, é o meu primeiro personagem mais velho do que eu.

Pode contar um pouco de sua personagem?

Danielle Winits – Será um trabalho focado na realidade de uma mulher viúva, a Marcela, que tem um filho adolescente, trabalhadora, amiga de seus alunos e com uma alegria quase adolescente de viver. A comédia não é o foco e sim, por vezes, uma consequência desse temperamento pra cima e de bem com a vida da personagem.

Leonardo Miggiorin – O Leandro é um professor de física e robótica. Ele ensina os alunos a construir robôs, fala sobre equações, faz várias experiências, estuda muito. É um jovem professor e tem uma comunicação muito bacana com os alunos, embora seja um cara tímido, meio desorganizado. Para se relacionar com as pessoas, ele é mais tímido, retraído, se empolga mais e consegue desenvolver mais a conversa quando o assunto é física, robótica, mecatrônica. Existe uma relação de gato e rato com a professora de literatura Isabela, quem faz é a Elisa Pinheiro. Tudo que o Leandro faz incomoda a Isabela. Ele é muito desorganizado e ela é muito certinha, então ficam se alfinetando nos bastidores da escola. Isso pode evoluir para um romance, mas ainda não sabemos, vamos conhecendo a história aos poucos. Estou me inteirando desse universo, lendo alguns artigos pela internet, vendo alguns vídeos. O trabalho do ator é muito de observação, de pesquisa.

Rodrigo Simas – Meu personagem é o Bruno, ele é o irmão da Ju, quem faz ela é a Agatha Moreira. Ele é o irmão quase pai dela, porque os pais deles moram fora do Rio por causa do trabalho e quem cuida da irmã é ele. É a figura mais velha, que está sempre com ela, que faz a comida, que cuida da casa, eles têm uma relação bem legal.

Como é para você, um(a) ator/atriz mais experiente, contracenar com atores iniciantes?

Danielle Winits – Me sinto privilegiada por fazer parte de um programa com tantas novas e talentosas apostas. O ofício do ator se baseia na observação do outro e na troca constante com o mundo ao redor e, apesar de toda minha experiência, entendo essa profissão como um caminho o qual não se busca o fim, mas um eterno início. Posso levar minha bagagem pra eles e trazer novas pra mim. Esse é o grande barato!

Leonardo Miggiorin – Eu gosto muito, eles são cheios de curiosidade, têm um vigor muito grande, são absolutamente disponíveis. Na medida em que a gente vai se conhecendo, a relação vai criando mais confiança, acho que tem tudo para a turma ficar bem unida, como já está acontecendo. Acho que me identifico de certa forma, também comecei muito cedo, aos 12 anos comecei a estudar e aos 15 a trabalhar, então me vejo ali também. Lógico, hoje estou em outro momento, tenho outra postura dentro da minha carreira, mas me identifico por ter passado por isso também. Sei como é começar uma carreira, ter uma projeção nacional, eles também têm as ansiedades deles, ficam nervosos, mas são todos muito queridos, muito bonitos, o elenco todo muito harmonioso, cada um com as suas diferenças. Ainda está começando o projeto, então estamos num momento em que todo mundo fica muito alerto, atento, depois acho que a gente vai poder descontrair muito mais. Mas nesse momento é de grande apreensão no bom sentido, de fazer um bom trabalho, de estar todo mundo muito concentrado, então não tem dispersão no set. Tem tudo para ser muito legal, estou com uma expectativa boa e feliz de estar nesse projeto que foi lançado quando eu tinha 12 anos.

Rodrigo Simas – Eu estou na mesma que esse pessoal que está começando, tenho um pouquinho mais de experiência e acho que a cada dia a gente aprende junto. Nos trabalhos que eu fiz não consegui contracenar com pessoas da minha idade, agora a maioria do pessoal é da minha idade e a gente está com o mesmo objetivo que é aprender.

Veja na galeria acima mais fotos dos atores de “Malhação”!

Sem mais artigos