Em tempos em que um candidato à presidência ainda defende que é preciso “enfrentar a minoria” em relação aos grupos LGBT, os personagens gays estão ganhando cada vez mais espaço nas novelas. Esse é o caso, por exemplo, de Claudio Bolgari, personagem do aniversariante desta sexta-feira (03), José Mayer.

Ele, que completa 65 anos, virou sinônimo de homem conquistador por causa dos diversos personagens pegadores que já interpretou na TV. Com o passar dos anos, no entanto, os perfis desses papéis começaram a mudar.

Depois de viver vários mulherengos, como o empresário Marcos de Viver a Vida (2009), o médico César de Mulheres Apaixonadas (2003) e o durão Pedro de Laços de Família (2000), seu atual personagem de Império também se divide entre dois amores, mas, desta vez, não são duas mulheres. O badalado cerimonialista mantém um casamento aberto com Beatriz (Suzy Rego) e também se relaciona com Leonardo (Klebber Toledo).

A mudança de estereótipo do clássico homem sedutor começou com Pereirinha, de Fina Estampa (2011), já que, apesar de continuar se dando bem com as mulheres, José Mayer apareceu com um visual mais rústico para esse personagem, de cabelos e barba maiores. Ok, ele adotou esse visual para a peça Um Violinista no Telhado, mas acabou conciliando com o trabalho na novela de Aguinaldo Silva.

Depois, também interpretou Zico Rosado em Saramandaia, que costumava soltar formigas pelo nariz sempre que ficava nervoso. Algo nada sedutor perto dos galãs que já viveu, não é?

Em homenagem ao eterno galã da TV brasileira, relembre a trajetória de José Mayer na galeria acima e veja a mudança do perfil de seus personagens nos últimos anos!

Sem mais artigos