Após o sucesso na novela Avenida Brasil, Débora Falabella conversou com a revista Rolling Stone, deste mês de janeiro, e falou sobre a trama de João Emanuel Carneiro, além de seu namoro com o colega de elenco Murilo Benício.

Sobre Nina, ela disse: “Eu nunca trocaria a personagem que fiz, o que gosto de fazer – no teatro, na televisão, no cinema – é essa linha. Sim, ali dentro eu cortei um dobrado e a gente conseguiu inverter as coisas de uma maneira maravilhosa. Colocou uma vilã solar, loira, que usava roupas claras, engraçada, e a heroína soturna: eu quase não sorri a novela inteira, tive poucos momentos românticos… Eu gosto quando a coisa não é… óbvia.”

Com a carreira em alta após contracenar na novela de maior sucesso em 2012, a atriz já pensa no futuro: “Quero ter dentro da televisão um reconhecimento para ficar numa posição onde possa, talvez, cada vez mais escolher o que faço. Acho que o mais importante é ter esse reconhecimento, essa confiança, pra falar: ‘Não, isso não, quero fazer aquilo’”.

Ela ainda falou sobre seu namoro com Murilo Benício, que teve início durante as gravações de Avenida Brasil, e aproveitou para desabafar sobre sua desaprovação ao tratamento que a mídia tem dado para a relação: “No final dessa novela eu passei por coisas que achei tão absurdas e, ao mesmo tempo, dava uma vergonha… Tão ridículos”.

Mesmo com a fama de se envolver com as parceiras de trabalho com facilidade de Benício, Débora não dá ouvidos para isso: “Minha história com ele é a partir de agora. Não sou uma idiota também, tenho confiança em quem eu sou. E acho até que é muito chata essa associação, problema de cada um, eu também namorei, todo mundo namorou todo mundo na vida”.

Sem mais artigos