Na semana passada, o palhaço Tiririca foi submetido a um teste de escrita e de compreensão. Existia suspeitas que o deputado mais votado do Brasil era analfabeto e ele teve que provar juridicamente. O juiz da 1ª Zona Eleitoral, Aloisio Resende, ditou para o humorista um texto do livro Justiça Eleitoral: Uma Retrospectiva que pertence ao acervo do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de São Paulo. em meio a toda essa polêmica, a editora Matrix está relançando o livro As Piadas Fantárdigas do Tiririca, de Ciro Botelho.

O livro é de piadas e o próprio Tiririca disse sobre a publicação: “Este livro é fantardigamente coisado e coisadamente fantárdigo, ou seja, é melhor que jabá com jerimum”.

Pena que sua maior piada, a sua eleição este ano para o Congresso Nacional, não esteja no livro!


Sem mais artigos