A polêmica está longe de acabar. Hackers simpatizantes do deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ) revolveram atacar, na tarde desta quarta-feira (31), o site de Preta Gil que está processando o político por danos morais, racismo, homofobia e falta decoro parlamentar.

No local das informações aparece um pequeno texto assinado por um grupo que se denomina Command Tribulation: “Site hackeado. Abaixo a lei da homofobia. Abaixo a PL 122 (sic)”, o projeto que criminaliza a homofobia na verdade tem o nome de PLC 122.

 

Sem mais artigos