Jessica Simpson está pronta para compartilhar com o público seus períodos mais sombrios. No dia 4 de Fevereiro, a designer de moda e cantora lançará nos Estados Unidos sua biografia ‘Open Book’, em que relata pela primeira vez ter sido vítima de abusos sexuais quando era criança.

Em trechos publicados pela revista People, a artista revela que tinha apenas seis anos quando o abuso começou. Ela lembra que dividia a cama com a filha de um amigo da família, “começava com cócegas nas minhas costas e depois se tornava algo extremamente desconfortável”, descreveu.

A partir de então, o sentimento de culpa prevaleceu: “eu queria contar aos meus pais… Eu era a vítima, mas de alguma forma eu me senti errada.”

“Eu tinha esse sentimento de estar sozinha e assustada no escuro desde que fui abusada quando criança”, escreveu Simpson, atualmente com 39 anos.

Ela conseguiu contar o abuso para os pais, Tina e Joe Simpson, aos 12 anos de idade, durante uma viagem de carro. Sua mãe, a artista lembra, deu um tapa no braço do pai e gritou: “eu te falei que algo estava acontecendo”. Já Joe manteve os olhos na estrada e não disse nada. “Nós nunca mais ficamos na casa desse amigo dos meus pais, mas também não conversamos sobre o que eu tinha dito”.

No livro de memórias, Simpson reflete como este trauma, combinado a outras situações de grande estresse, resultaram em um vício em álcool e medicamentos. “Eu estava me matando com todas aquelas bebidas e pílulas”, confessa a artista, que está sóbria desde Novembro de 2017.

Conheça outas famosas que foram vítimas de abusos sexuais:

 

Sem mais artigos