Chapeuzinho Vermelho entra na passarela.

Vestida com um casaco de capuz, Carol Trentini abre o desfile de Gisele Nasser, baseado em contos infantis, finais felizes e no mundo do faz-de-conta.

Personagem que se mostra por inteiro apenas ao chegar à frente da passarela, ‘Chapeuzinho’ traz consigo cores, bordados, babados, laços, corações.

Aos românticos, sentimentais e atentos de plantão, uma prévia musical de O Fabuloso Destino de Amelie Poulain, a personagem dos pequenos prazeres, da vida para ser vivida.

A menina-mulher de Gisele é feminina, meiga, bela. Roupa para princesas.

Nas cabeças, boinas e lenços que, amarrados, fazem surgir uma touquinha – aquela mesmo, típica dos Irmãos Grimm, os grandes contadores de histórias.

Desfile que remete à infância. Infância para se reviver. Mais poético, impossível.

Sem mais artigos