Jim Carrey

A ex-namorada de Jim Carrey escreveu bilhetes suicidas durante o tempo que os dois ainda se relacionavam e muito antes dela se suicidar, informou o site TMZ.

A polícia teria descoberto notas em que Cathriona White sugere que cometeria suicídio, mas não o faz. A primeira nota data de outubro de 2012 – um mês depois do pai dela morrer e 2 meses namorando Jim.

Ela escreveu que não se encaixava nesse mundo e era muito “complicada para alguém realmente amá-la”. Ela também diz que ama Jim Carrey e pede desculpas a ele.

O segundo foi escrito logo depois do rompimento com o ator, em maio de 2013, em que ela acusa Jim de ter passado doenças sexualmente transmissíveis para ela e o culpa por seus pensamentos suicidas. Ela escreveu: “meu sangue está nas suas mãos” e “você puxou o gatilho”.

Cathriona e Jim voltaram a namorar 18 meses depois. Eles tiveram um último encontro romântico em Malibu, nove dias antes da morte dela, em setembro de 2015.  As notas podem ser cruciais nos processos contra Carrey, movidos pela família da jovem de 28 anos.

No último bilhete deixado por ela, Cathriona disse que Jim é sua família e o deixa como responsável para cuidar do enterro, entre outras responsabilidades. Ela nem cita a mãe ou o marido, de quem supostamente planejava se divorciar.

Sem mais artigos