A modelo russa Oksana Grigorieva, ex-esposa do polêmico Mel Gibson, foi ao juíz na sexta-feira (12) querendo US$ 500 mil (R$ 805 mil) por várias razões, incluindo maus tratos psicológicos ao seu filho Alexander, fruto do seu casamento anterior com o ator Timoth Dalton. A notícia foi divulgada neste domingo (14), pelo tabloide TMZ, e revela que Gibson e Grigorieva se reuniram separamente com o juiz. Eles tentam chegar a um acordo na guerra da indenização pós-separação.

O alto valor pedido pela ex-modelo tem como principal mote a agressão ao filho. Segundo ela, o ator teria traumatizado o menino em uma briga explosiva, que terminou em violência física, no dia 06 de janeiro de 2009.

Oksana alega que Mel teria lhe arrancado dois dentes com um soco. Por outro lado, o ator disse que só deu um tapa nela porque a modelo estava fora de controle e pôs em risco o bebê, fruto do relacionamento dos dois.

Em relação ao filho da modelo, ela acusa Gibson de tê-lo xingado de vários nomes durante a discussão. A briga assustou-o tanto, que ele se encondeu debaixo na cama. Ela também alega que o ator jogou-o sobre uma mesa, mas logicamente que Mel negou a acusação.

Tanto Osaka quanto Mel estão bem longe de chegar a um acordo sobre a custódia da filha Lucia e muito menos na parte financeira.

Vale lembrar que os dois ficaram juntos dias depois de Mel Gibson ter se separado da sua mulher, Robyn Moore, de 53 anos. Lógico que ela era a affair dele durante um bom tempo enquanto Mel ainda parecia um “bom marido” aos olhos da ex-esposa.

Sem mais artigos