Há tempos que existe o “pagar de bonzinho” no mundo das celebridades. Muitos utilizam as boas ações para promover uma melhor imagem de sua pessoa pública, com o intuito de ajudar sua carreira. Porém, e há sempre um porém, temos os que utilizam realmente sua já boa imagem, influência e visibilidade para apoiar boas causas.

Existem também histórias dos que deixam a carreira quase que em segundo plano, como Angelina Jolie, embaixadora da boa vontade e do Alto Comissariado para os Refugiados, ambos da ONU, a Organização das Nações Unidas.

Seja qual for a causa, pessoas com reconhecimento acabam sendo ouvidas e tendo destaque na mídia.

“Eu não aceito corrupção! Não aceite também!”, entrou na briga a atriz Fernanda Paes Leme que participava de um projeto contra a corrupção.

Outro que gosta de ajudar é Edward Norton, mas esse com as causas ambientais.

“Convenções como a Rio+20 fazem um apelo para alcançar acordos internacionais, mas necessitamos de mais ações”, falou a jornalistas Norton, que esteve no encontro das Nações Unidas este ano, no Brasil.

O que podemos pegar disso é – pelos que fazem pelo bem – que é um excelente exemplo e exercício de cidadania, solidariedade e respeito. Artistas renomados, que não têm problemas financeiros e imagem manchada, utilizam seu tempo vago com o único intuito de fazer o bem.

Tantas pessoas têm a chance de mudar para melhor o seu meio e alguns aproveitam sua situação favorável para ir além.

Podemos, assim, considerar nobre uma pessoa que tem a cara e a coragem de se levantar contra a inanição das autoridades e mudar a realidade com as próprias mãos.

Fazer o bem sem importar a quem.

Veja acima a galeria de celebridades boas de causa!

Sem mais artigos