Gabriel Braga Nunes mal teve férias após o fim da novela das seis da TV GloboAmor Eterno Amor – e já começa a gravar nova série. O Canto da Sereia deve estrear em 2013 e terá ele como Paulinho de Jesus, protagonista que viverá história de amor com Ísis Valverde fazendo a cantora de axé Sereia. Ele conversou com Virgula Famosos sobre seu próximo papel na televisão.

“É uma história que acontece no meio do Carnaval baiano. Um thriller de suspense. Eu estou muito feliz com esse trabalho. É uma equipe muito boa”, disse Gabriel.

“A gente já está trabalhando há algumas semanas. Não é exatamente um laboratório, mas estamos ensaiando, mantendo contato e estudando bastante o roteiro. O trabalho está fluindo muito bem e estamos todos muito felizes com esse projeto”, lembrou o ator, que completou 40 anos no início deste ano.

Ele prefere ver a capital baiana mais como uma cidade cosmopolita, e não somente como um centro de Carnaval e de axé.

“A gente não pode esquecer que hoje em dia Salvador é uma cidade globalizada. E é dessa Salvador que estamos falando, de uma cidade assim. Meu pai mora em Salvador. Eu frequento Salvador porque meu pai mora lá. Não é uma cidade necessariamente baiana e a nossa microssérie não é regional, ela é de todos os lugares, de todos os cantos”, pondera.

O Canto da Sereia será dividida em quatro capítulos, resultando em cerca de duas horas de programa. E, para Gabriel, tudo é pensado nos menores detalhes, já que “é diferente, porque aí você tem um estudo mais detalhado, do movimento do desenho de cada personagem”.

Para a série, ele que gosta muito de tocar guitarra, coleciona este instrumento e gosta bastante de rock, disse que foi necessário escutar e estudar bastante o axé, estilo bastante diferente do que está acostumado ouvir. Mas, segundo contou, não houve problemas.

“Não sou preconceituoso, escuto até baião. Eu toco guitarra. A minha história com música é mais forte no rock, mas eu adoro baião e axé. Estava em Salvador em fevereiro”, disse, entre risos, sobre ter passado o último Carnaval na cidade baiana.

Sobre projetos futuros, Gabriel Braga Nunes não guardou nada na manga e revelou suas próximas estreias.

“Vou sair em um filme chamado País do Desejo, que eu fiz com o Fábio Assunção e com a Maria Padilha – o longa está estreando agora em novembro. E daí tem um outro projeto, o Garibaldi in América [produção ítalo-brasileira, que conta a história de Anita Garibaldi], que fiz com a Ana Paula Arósio há alguns anos, e que vai estrear no começo do ano que vem. Tem esses dois lançamentos aí, além da microssérie [O Canto da Sereia]”.

Para Gabriel, que fez já fez sucesso tanto sendo vilão quanto mocinho, sua maior preocupação é a diversidade de personagens.

“Eu me interesso principalmente pelos bons papéis, independentemente se eles são do bem ou do mal, bom caráter ou mau caráter. Papéis marcantes e que podem significar uma experiência importante na vida da gente. Acho que é isso o que os atores buscam. Muito mais do que ser galã ou vilão”, finalizou.

Veja mais imagens de Gabriel Braga Nunes na galeria acima.

Sem mais artigos