Comemorando o sucesso na pele da fogosa e engraçada Jéssica na novela Passione, a atriz Gabriela Duarte falou sobre o seu papel, considerado um divisor de águas em sua carreira, e que sofreu com os rótulos e a comparação com a mãe, a atriz Regina Duarte.

“O que mais me preocupava era não ter oportunidades em função do preconceito de algumas pessoas me acharem muita parecida com minha mãe. Fico feliz com a comparação, mas eu não sou minha mãe. As pessoas batalham a vida inteira por identidade e eu me sentia de mãos amarradas”, confessou a bela ao jornal Diário de São Paulo.

Apaixonada por Berilo (Bruno Gagliasso) na trama, a personagem veio em boa hora, com a filha Manuela mais crescidinha, aos 4 anos. “É preciso ter momentos para parar, pensar e ver se o caminho está bom. Parei tudo por três anos para me dedicar aos cuidados de Manu. E foi ela quem segurou a minha onda. Trabalho nunca foi tudo na minha vida”, garantiu.

Pelo visto, não foi só o público que se encantou com seu papel na novela. Gabriela revelou ainda para a publicação que também incorporou alguma coisa de Jéssica em sua vida. “Jéssica tem alguns excessos que estou me permitindo ter também. Agora, eu calço saltão, sou capaz de usar um brincão. Sinto que fiquei com um brilho no olhar diferente e não nego que Jairo (Goldflus, marido) está adorando”, finalizou a bela ao jornal.

Sem mais artigos