Galãs dos anos 80 e 90, Mario Gomes tem ganhado a vida fora da televisão. O ator, que está prestes a completar 65 anos, está vendendo hambúrguer e batata frita em uma praia da zona oeste do Rio.  “Estou fazendo uma experiência. Me preparando para investir em food truck”, contou em entrevista ao jornal carioca Extra. Ele tem batido ponto no local nos fins de semana, na companhia do filho João, de 10 anos.

Gomes estrelou sucessos como Guerra dos Sexos (1983), Vereda Tropical (1984) e Perigosas Peruas (1992) na Globo. Um de seus últimos trabalhos na emissora carioca foi A Favorita, em 2008. O ator esteve contratado pela Record, onde estava desde 2009, até agosto do ano passado. “Construí ao longo da minha carreira um patrimônio que me mantém. Obviamente tenho minhas dificuldades, mas sempre tem um coco para a gente vender. Estou aí para o que der e vier. Estou de pé”, disse na época.

O ator deve começar a gravar, nos próximos meses, a terceira temporada da série Magnífica 70, exibida pelo canal pago HBO.

Os Descamisados Eternos das Novelas das 19h

O reinado dos homens descamisados nas novelas das 19h perdurou nas décadas de 80 e 90, perdendo força nos anos 2000 e desaparecendo na década atual. Vamos relembrar essa era extinta? | Créditos: TV Globo / Divulgação
Mário Gomes em 'Guerra dos Sexos' | Créditos: TV Globo / Divulgação
E a falsa tatuagem no peito do ator (um sol com uma gaivota) foi usada na trama: Nando virava modelo e alcançava fama | Créditos: TV Globo / Divulgação
A novela seguinte de Mário Gomes foi Vereda Tropical, e novamente seu personagem vivia descamisado: o jogador de futebol Luca | Créditos: Reprodução / YouTube
Detalhe importante: Guerra dos Sexos tinha como autor Sílvio de Abreu, com a colaboração de Carlos Lombardi. Em Vereda, Lombardi escrevia e Sílvio supervisionava | Créditos: Reprodução
A novela seguinte de Sílvio foi Cambalacho, onde o personagem Aramis (Paulo César Grande) foi um pioneiro da "malhação" em TV. O personagem enlouquecia Susana Vieira e Regina Casé graças a seu peitoral | Créditos: Reprodução / YouTube
Mais descamisados criados por Sílvio de Abreu: os irmãos Adônis (Rômulo Arantes) e Apolo (Alexandre Frota), cortiçeiros e caminhoneiros em Sassaricando | Créditos: Reprodução / YouTube
Eis que Carlos Lombardi volta à ativa e escreve Bebê a Bordo, com outros dois irmãos: Rico (Leme) e Rei (Fontes), que vira e mexe também tiravam a camisa | Créditos: TV Globo / Divulgação
Lombardi continuou escrevendo comédias para a faixa das 19h, como Perigosas Peruas (1992), sempre com homens sem camisa. Mas sua era "dourada" veio com o Raí de Marcelo Novaes em Quatro por Quatro | Créditos: TV Globo / Divulgação
Na qual surgia Humberto Martins, que se tornaria um dos descamisados preferidos das tramas de Lombardi | Créditos: TV Globo / Divulgação
Novela seguinte de Lombardi, Vira Lata trouxe Murilo Benício como o panaca Bráulio | Créditos: TV Globo / Divulgação
O personagem vivia em casa sem camisa | Créditos: TV Globo / Divulgação
Mas a novela tinha outros machos seminus: Humberto Martins, por exemplo | Créditos: TV Globo / Divulgação
Em Uga Uga, Lombardi radicalizou: o protagonista era um índio (Claudio Heinrich), que portanto não usava quase nenhuma roupa | Créditos: TV Globo / Divulgação
Nessa trama surgiu o futuro campeão do gênero: Marcos Pasquim | Créditos: TV Globo / Divulgação
Mas ainda havia espaço para Humberto Martins, de novo! | Créditos: TV Globo / Divulgação
Lombardi retornou com Kubanacam, na qual Marcos Pasquim protagonizava, sempre em trajes sumários | Créditos: TV Globo / Divulgação
O incansável Humberto Martins também estava na trama | Créditos: TV Globo / Divulgação
Mais Lombardi: Pé na Jaca trazia Marcos Pasquim, mais uma vez | Créditos: TV Globo / Divulgação
Com a saída de Carlos Lombardi da TV Globo, a emissora abandonou o estilo de novelas cômicas das 19h com homens descamisados | Créditos: TV Globo / Divulgação
A atual trama do horário é I Love Paraisópolis, com o musculoso Caio Castro se exibindo no máximo de camiseta regata, mas nunca sem ela. Tempos conservadores??? | Créditos: TV Globo / Divulgação

Galã dos anos 80, Mario Gomes está vendendo sanduíche na praia

Sem mais artigos
Sair da versão mobile