Giovanna Ewbank e Tatá Werneck

Reprodução Giovanna Ewbank e Tatá Werneck

Giovanna Ewbank recebeu mais uma famosa no quadro Na Cama com Gioh, em seu canal do Youtube, que em pouco tempo de canal já soma mais de 511 mil inscritos.

Logo no começo do vídeo, Tatá conta para Giovanna que certa vez passou um trote para Sônia Abrão. “Passei um trote para ela, às 3 horas da manhã, dizendo que a Xuxa e o Pelé tinham reatado. Ela disse: como é que é isso, querida?”, afirmou, rindo.  No vídeo, elas aparecem fantasiadas, Giovanna de Wally e Tatá de Flamingo.  “Eu adoro me fantasiar. Eu já fui para o Projac de coelho”, contou Tatá.

Tatá está divulgando seu mais novo projeto no cinema, o filme TOC: Transtornada Obsessiva Compulsiva, que já está em cartaz nos cinemas brasileiros. A atriz contracena com Bruno Gagliasso, marido de Giovanna Ewbank, no longa-metragem.

Gioh e Tatá ensinam a fazer o nude que aparece no filme 'TOC'

Reprodução Gioh e Tatá ensinam a fazer o nude que aparece no filme ‘TOC’

“Foi bom pegar meu marido? Ele é intenso. Eu imagino que deve ter sido maravilhoso!”, questionou Gioh. “Pelo amor de Deus! Não me coloca nessa situação”, brincou Tatá. Gioh insistiu na pergunta. “É verdade (ele é intenso). Eu tava pegando o Bruno Gagliasso e eu tava vesga (em cena)!  Pensei: coitado, tem que me beijar totalmente vesga”, contou Tatá.

Em certo momento do vídeo, Tatá e Giovanna até brincam de ensinar como fazer o nude que a personagem de Tatá envia para Gagliasso no filme TOC. Na história do filme, Kika K (Tatá Werneck) é uma atriz que está em novelas, campanhas publicitárias e é idolatrada por milhões de fãs. Mas por trás das aparências, está em crise com sua vida pessoal e profissional e tem que lidar com o TOC. Além disso, ela se depara com Felipão, um fã obsessivo (Luis Lobianco), um namorado galã sem noção (Bruno Gagliasso) e os compromissos profissionais marcados pela exigente empresária (Vera Holtz).

Fama e Haters

Durante a entrevista, Tatá ainda falou sobre ter medo da fama. “Sempre tive tanto medo! Eu tinha medo de perder minhas raízes. Fiquei retraída, bicho do mato. As pessoas achavam que eu era expansiva e eu era jeca. Eu não mudei em nada em relação a isso. Não tinha ambição de ser famosa. Queria viver do meu trabalho. Então, estou tão grata! Amo esse contato de conhecer as pessoas, faço muito amigos. Brigo quando tem que brigar, uso as redes sociais”, contou,

A atriz falou também sobre a relação com os haters. “Quando me criticam, não. Crítcas eu estou muito aberta. Sou apenas uma aprendzi de tudo. Quando vem algo muito gratuita, uma vez eu estava divulgando uma coisa para ajudar um menino para fazer transplante de intestino. E aí escreveram: manda ele enfiar esse intestino no cú. Se eu tivesse ali, me imaginei só dando uma chave de braço nele. Aí, eu respondo. Não tenho sangue de barata”, relatou.

Veja o vídeo completo aqui:

Sem mais artigos