Grazi Massafera fez um ensaio para a edição especial de aniversário da revista Lola, do mês de outubro. Casada com o ator Cauã Reymond, ela revelou na entrevista que não se achava tão belo como hoje em dia: “Eu nunca me achei tão bonita assim. Na adolescência, tive namorados, mas também amores não correspondidos”.

Páginas da Vida, de 2006, foi a primeira novela em que ela atuou: “Foi muito difícil para mim a novela, eu era um peixe fora d’água, estranha no ninho. Mas o personagem era parecido comigo e me dediquei. Fui bem e vieram outras. Teve uma que foi difícil, Tempos Modernos (2010). Eu fazia a vilã. A TV é bacana, é contato imediato com o público”.

Após sua participação na quinta edição do Big Brother Brasil (2005), ela ganhou destaque na mídia. Grazi admite que sua beleza abre portas: “Mas, para elas continuarem abertas, a gente tem que ter conteúdo. Se não, elas se fecham, assim como se abriram. Tem gente que acredita que a beleza basta. Eu não. Assisto, leio tudo o que acontece, vou me dedicando ainda mais ao meu trabalho. Tenho que aprender a lidar com gerente, contadora, agora tenho empregada… Estou aprendendo tudo ao mesmo tempo. Que livro devo ler, que filmes devo assistir”.

Mesmo sendo tão elogiada, Grazi não se dá por satisfeita e revela alguns de seus planos: “Também quero ter família, ser mãe, eu tenho instinto materno. E quero estudar outras coisas, embora ache a minha profissão linda. Mas é preciso estudar muito, sinto falta de uma escola, de não ter passado por uma escola. Minha intuição é boa, mas me falta técnica. Eu queria também a troca, a conversa com meus colegas, principalmente da minha idade”.

Sem mais artigos