O príncipe Harry e a esposa Meghan Markle já parecem ter novos planos em mente. De acordo com reportagem do jornal Sunday Times, o duque e a duquesa de Sussex podem deixar a Inglaterra e se mudarem para a África após o nascimento do filho do casal.

Segundo informações do periódico, o objetivo é que os membros da família real fiquem de dois a três anos fazendo trabalho de caridade em países que fazem parte da Commonwealth, uma organização intergovernamental formada pelo Reino Unido e países colonizados pelos britânicos.

Apesar do planejamento contar com um ex-embaixador do Reino Unido e de um antigo secretário particular da rainha Elizabeth, dificilmente eles deixarão Londres ainda neste ano. “As discussões ainda estão em um estágio inicial, mas o plano é encontrar uma nova maneira de usar habilidades de poder brando, provavelmente na África”, disse uma fonte ouvida pelo jornal.

Outro informante afirmou que o intuito é aproveitar o fenômeno midiático que se tornou o casal para fazer algo “produtivo”. O príncipe Harry tem laços estreitos com o continente. Ele já chegou a morar por um ano no Lesoto, e descreveu o país como sua “segunda casa”.

Sem mais artigos