No ar como o vilão Cortez, em Insensato Coração, Herson Capri contou para a revista Quem, que chega às bancas nesta quarta-feira (13), que, diferente de seu personagem, tem uma relação muito aberta com os filhos e não esconde nada.

Mesmo se o assunto é uso de drogas, ele abre o jogo francamente: “Já falei com eles (os filhos) sobre isso: porres, drogas, que já experimentei maconha e cocaína. A maconha usei por um tempo. E eles sabem”.

Hoje, aos 59 anos, o ator comemora sua boa fase. “Gosto da idade que tenho, gosto do momento em que estou, gosto muito da maturidade, dessa tranquilidade maior em relação à vida, ao trabalho, casamento, filhos”, disse Herson.

Ele que apresentará em São Paulo, em setembro, a peça Conversando com Mamãe, ao lado de Beatriz Segall, deu também sua opinião sobre a meia entrada no teatro. “No nosso País, que é cheio de pequenas e grandes corrupções, até a minha avó tem carteira de estudante, então, virou uma sacanagem”.



Herson Capri: "Já experimentei maconha e cocaína"

Sem mais artigos