A onda de calor na Grã-Bretanha, que já causou ensolação em várias pessoas, provocou agora seu primeiro caso de gangrena por excesso de frio.

Um motorista ficou com os dedos do pé próximos demais da saída do ar-condicionado de seu carro durante os 400 quilômetros de viagem entre Londres e Manchester e acabou com uma gangrena.

Um dos dedos começou a ficar preto e o outro, azul. “Estava quente demais”, disse Mike Ball, 46, ao jornal The Guardian. “Tirei minha meia e meu sapato porque meu carro é hidramático e não preciso usar meu pé esquerdo.”

“Só percebi que havia algo errado no dia seguinte, quando meu pé estava extremamente dolorido”, contou. Ball consultou um médico e foi tratado. Ele e seus dedos devem se recuperar completamente.

Sem mais artigos