Atual presidente da Mangueira, uma das mais tradicionais escolas de samba do país, Ivo Meirelles revela que deixará o cargo logo depois deste Carnaval. O músico foi entrevistado pela revista Status que chega às bancas no dia 19 de fevereiro

“Ser presidente da Mangueira é uma responsabilidade imensa. Estou saindo de uma forma mal resolvida, meu coração está muito magoado. Devia deixar isso logo, já. Mas não. Eu tô aí. Porque se eu sair agora, vou aliviar a minha cabeça, mas e a cabeça dos mangueirenses que acreditam em mim e gostam da escola?”, diz o sambista de 50 anos.

Ele conta que cobra de alguém com grana quando pedem para sua mulher ser destaque ou desfilar na escola. “Quando a mulher chega querendo desfilar, eu digo que abro para ela desfilar, mas alguém precisa pagar a sua fantasia, alguém tem que pagar o lugar que ela vai desfilar. Não vou gastar R$ 50 mil na fantasia. E aí complica, porque mando a real e tem mulher que se manda e mete o pau na gente”, revela.

O mangueirense vive cercado de seguranças porque já sofreu ameaças e acusações de suborno e associação ao tráfico de drogas.

Mas ele garante que a dívida de R$ 7,5 milhões da Mangueira não é culpa de sua gestão: “Quando eu disse que parte desse valor já vinha de outras administrações, fui criticado. Mas é verdade. Peguei a escola inadimplente”.

Veja mais imagens de Ivo Meirelles na galeria acima.

Sem mais artigos