A atriz Lilia Cabral respondeu as perguntas dos leitores do jornal Extra, desta segunda-feira (19), e falou sobre sua personagem, a batalhadora Griselda da novela Fina Estampa, na Globo.

Questionada como ela agiria se um filho tivesse vergonha dela, assim como seu rebento na trama, Antenor, interpretado pelo ator Caio Castro, a artista respondeu: “A dor seria a mesma. Mas não sou tão radical como ela. Faria uma reflexão para entender por que ele sente isso de mim. Tentaria melhorar. Mas depende do caráter dele também. Antenor é cruel. Com ele não adianta mudar”.

Outra leitora quis saber da atriz se ela teria coragem de colocar um filho para fora de casa. Sem titubear, Lilia disse: “Não, jamais abandonaria um filho. Mas Griselda expulsa Antenor de casa já com um lugar arranjado para ele ficar, o Recanto da Zambeze. Ela ainda se preocupa com esse tipo de coisa. De repente, faria o mesmo”.

Se existe alguma coisa em comum entre Lilia e Pereirão? A atriz afirmou: “Muito pouco. Não sou tão durona como Griselda. Tenho uma excelente relação com minha filha [Giulia, de 14 anos] e gosto de me cuidar, de me sentir bem. Mas tenho a honestidade dela e o senso de justiça”, explicou.  

Sobre o rumo de sua personagem na novela, que vai ficar rica, Lilia acredita que Griselda não vai ficar de nariz em pé depois de se tornar milionária. “Acredito que não. Ela é aquilo que estamos vendo na novela: uma mulher honesta, justa e humilde. Ela conhece muito bem as mudanças que o dinheiro provoca nas pessoas e já até sofreu na pele com isso. Ela repudia pessoas como Tereza Cristina (Christiane Torloni) e o que menos quer na vida é ser como ela. É uma mulher muito sábia”, opinou.

Sem mais artigos