Os grandes nomes do cinema sempre destacaram o prejuízo que a pirataria de filmes na internet traz à sétima arte. Porém, agora é a vez dos atores pedirem um basta nesta ilegalidade.

O ator Javier Bardem pediu que os internautas apoiem os setores de produção cultural criativa que lutam para sobreviver à era da pirataria digital, evitando fazer downloads ilegais de filmes e também música gratuitos.

“Mais de 90% das pessoas que trabalham no setor de cinema enfrentam problemas sérios para pagar seus aluguéis, suas contas e até mesmo comer. A remuneração é crucial, não para mim, mas para os 90% que enfrentam problemas sérios para ganhar a vida”, destacou Bardem.

O produtor Egípcio Esaad Younis, o diretor de cinema Iain Smith, e o produtor e diretor indiano Bobby Bedi se uniram a Bardem a favor de um acordo que proteja os direitos dos atores e criadores de conteúdos audiovisuais.

De acordo com Bardem, a perda da indústria do cinema chegou a US$ 25 bilhões [quase R$ 349 bilhões] em 2010.

Sem mais artigos