Johnny Depp está acusando o The Sun de calúnia em caso de agressão à ex-mulher

Johnny Depp entrou na Justiça contra o tabloide britânico The Sun pelo caso da publicação que informou que ele teria sido acusado de espancar a ex-mulher Amber Heard. O ator ecusa de calúnia a empresa que administra o jornal, a News Group Newspapers, e o editor Dan Wootton.

 

 

À época, Wooton chamou Depp em um artigo do tabloide de “espancador de esposa”. O advogado do astro de Hollywood relembrou o caso nesta quarta-feira em um tribunal de Londres, cidade onde é editado o jornal.

 

O ex-casal se acusou mutuamente de agressões físicas durante o relacionamento. Depp negou as primeiras queixas de Heard, ainda em 2016. O advogado do ator disse que é função do julgamento provar que as alegações contra seu cliente precisam ser confirmadas.

 

“Um deles está mentindo e fazendo isso em grande escala”. Portanto é função muito importante deste julgamento por difamação que essas alegações sejam testadas e provadas, ou então refutadas”, defendeu o advogado de Depp.

 

A defesa do The Sun já alegou que vai argumentar que não se tratou de um artigo difamatório contra Johnny Depp justamente pelo artigo ser verdadeiro. O caso ainda promete ganhar novos capítulos nos próximos dias.

 

Sem mais artigos