Amber Heard e Johnny Depp se enfrentarão em julgamento

Reprodução Amber Heard e Johnny Depp se enfrentarão em julgamento

Johnny Depp está “preso” em casa completamente focado em sua estratégia para o julgamento do caso em que teria agredido Amber Heard, sua ex-mulher, e, segundo o site TMZ, ele já convocou um verdadeiro time de testemunhas para sustentar sua defesa.

De acordo com a publicação, a audiência, que acontece só no mês que vem, terá a presença de 24 pessoas que afirmam que a modelo mentiu quando disse ter sido agredida pelo astro. Entre os nomes, estão:

Dois policiais que atenderam a ocorrência, no dia 21 de maio, e afirmam não terem encontrado nenhuma evidência de agressão.

Cinco porteiros do prédio onde Amber e Depp viviam, que encontraram com a modelo entre os dias 21 e 27 de maio e não viram nenhum hematoma que indicasse uma agressão. Lembrando que Amber alega ter sido atacada com golpes no rosto.

Os dois se separaram recentemente

Reprodução Os dois se separaram recentemente

Dois seguranças que estavam no local no dia da ocorrência. Eles dirão que Depp não bateu em Amber.

Jodi Gottlieb, assessora de Amber. Segundo o TMZ, a advogada de Depp, Laura Wasser, tem tentado convencer a assessora a depor nos últimos dias, pois seu testemunho é muito importante, já que ela afirma ter estado presente no local onde o caso teria acontecido.

Outro nome presente na lista de Depp é Hilda Vargas, empregada do casal. Segundo os documentos do processo, Vargas irá falar sobre uma descoberta feita por ela na casa, a qual o relatório não dá mais detalhes.

A lista de testemunhas de Amber Heard não foi divulgada.

Sem mais artigos